Dicas Para Construir uma Imagem Pessoal Positiva

Roupas, cores, cabelo, postura, tom de voz, higiene pessoal… Imagine isso como palavras que formam um texto e esse texto fala sobre você. A sua imagem passa uma mensagem e agora eu te pergunto, você está falando o mesmo idioma de quem busca se conectar?

Não adianta querer falar Português com quem só fala Japonês e trazendo isso agora para a construção da sua imagem, você precisa verificar se está fazendo esta conexão para que a pessoa que está do outro lado entenda exatamente o que você quer passar.

Aprender a construir uma Imagem Pessoal Positiva pode ser o diferencial que vai fazer com que o cliente escolha você e o seu produto ou serviço e não o seu concorrente.

Uma das coisas que você precisa definir, é se você se veste para ser NOTADO ou para ser ESCUTADO. Nenhuma das duas respostas está errada, mas elas possuem objetivos e efeitos distintos e isso precisa ficar bem claro no seu posicionamento.

Quando a gente pensa em vestir para ser NOTADO, lembre-se das imagens de street style das semanas de moda, onde as pessoas buscam fazer composições com roupas criativas, chamativas e de impacto, justamente para chamar a atenção e descolar uma foto (vou te contar um segredo, muitas vezes elas nem vão assistir aos desfiles, só passam nas ruas onde sabem que os fotógrafos estarão). Pode ser que ninguém saiba quem ela é, na próxima estação ela nem seja lembrada, mas ela deixou sua impressão, foi notada, fotografada, teve seu momento de fama e atingiu o seu objetivo.

Agora quando você quer ser ESCUTADA (o) pelo seu público, você precisa elaborar essa estratégia de uma maneira diferente, pensando não só em um momento, pois você quer não só conquistar aquele cliente, mas também mantê-lo, não é mesmo? Neste caso, você precisa pensar em repetição e consistência.
E, é justamente sobre isso que eu vou falar no post de hoje, como criar uma imagem que conecta com o seu público, fazendo com que ele te escute e te perceba de maneira positiva.

Então aí vão algumas para você aprender a elaborar melhor a sua:

1 – Empatia

Pense no outro na hora de elaborar a sua roupa. Você não precisa mudar o seu estilo, criar um personagem ou mudar quem você é. Apenas busque elementos que estabeleçam conexão com quem você vai falar.

Por exemplo, uma mulher que tem um estilo extremamente feminino e sensual em uma reunião de negócios com homens, vai passar muito mais profissionalismo e credibilidade se ela deixar de usar roupas provocantes que valorizam o seu corpo e começar a fazer combinações com peças de alfaiataria, que são originariamente do universo masculino, sem perder o seu lado feminino, mas expressando-o de outras maneiras, como por exemplo numa cor, num acessório, um detalhe, o tecido ou a estampa de uma roupa.

Tenha em mente que você quer ser valorizada pelos seus atributos intelectuais e profissionais e não pelo seu corpo.

Outro exemplo é quando você quer estabelecer conexão com um público alvo mais simples, fuja de roupas e falas ou termos muito formais e não use terno e gravata.

2 – Equilíbrio
A não ser que o evento exija um dress code formal, busque sempre um equilíbrio: nem muito arrumado, nem mal arrumado.
Quando a gente se arruma demais, acaba passando um ar de inacessível, as vezes até de arrogância, o que pode te distanciar do seu público.
Quando a gente se arruma de menos, acaba passando um ar de descuido, desleixo, o que te distancia também.

Arrume-se mas busque sempre um equilíbrio, um pouco mais para o bem arrumado, sempre.

Atenção para pessoas que tendem a fazer sempre combinações muito fashion, fora do ambiente da moda, a mensagem que as pessoas entendem é de uma pessoa “fútil”.

3 – Busque Constância
Já viu essa palavra por aqui, não? Exatamente como falei anteriormente, não vai ser de primeira nem de segunda que você vai conseguir fazer com que as pessoas tenham uma opinião formada a respeito da sua imagem e por consequência de você. Pode ser que você tenha formado uma primeira impressão positiva, mas vai ser a sua consistência em manter essa imagem, em repetir esse estilo, seus hábitos e comportamentos, que criarão a sua “fama” ou “reputação”.

P.S.C. – Entenda a diferença entre Imagem e Impressão – Impressão é aquilo que pensamos imediatamente ao ver uma pessoa pela primeira vez. Imagem, é o que pensamos/entendemos da pessoa quando a vemos por uma série de vezes.

4 – Primeiro Imagem, depois Produto
Lembrando que 55% da nossa primeira impressão é sobre a aparência e apenas 7% é sobre o nosso conteúdo, então tome muito cuidado para não formar uma primeira impressão negativa ou equivocada.

Na grande maioria dos casos, muito antes de ver o seu produto ou o seu serviço, o primeiro contato que um cliente tem com a sua empresa é com a sua imagem. Ou seja, se você vende um produto ou serviço e o principal diferencial dele é a “qualidade”, mas você é uma pessoa que não cuida da sua imagem, por exemplo usando roupas amassadas, manchadas, sapatos velhos, sua imagem não está de acordo com este atributo, logo o seu cliente não se sentirá seguro com relação ao que você fala x quem você é, gerando insegurança e desconfiança.

Sabe aquele velho ditado: “Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”? É isso que passa na cabeça de quem vê esta divergência.

Masked

E aí, já caiu algumas fichas?

Já se viu fazendo algumas destas situações? Tudo bem, é muito mais comum do que você imagina, o importante é que você tome consciência e mude isso, com um único objetivo:
Descobrir a sua melhor versão!

Espero que tenham gostado das dicas.
Deixe aqui seus comentários.

Até a próxima!

Para saber mais sobre estes e outros serviços de Construção de Imagens, acesse o site ou enviei um e-mail.

2 Maneiras de Usar as Cores a Seu Favor

Pouca gente sabe ou se dá conta do poder e a influência que as cores têm em nossas vidas. Fugindo do mundo da Imagem e da Moda, posso te contar por exemplo, que os carros pratas, cinzas e pretos são mais caros do que os brancos ou coloridos. Não só pelo tipo de pintura, mas também porque são cores que têm menor aceitação e saída. Você sabia?

Pois bem, saiba que as cores influenciam e muito na nossa imagem e quando o assunto é construção de imagens assertivas, que é um dos meu favoritos para conversar, posso te afirmar que a cor é o elemento que causa maior impacto no seu visual, além de ser o primeiro a ser notado! Ela desempenha um papel crítico na formação da imagem pessoal e profissional, afetando a percepção que os outros têm de você, podendo valorizar ou sabotar sua aparência.

Entenda um pouco a influência que as cores têm na tomada de decisão das pessoas e se você pensar bem, isto afeta diretamente o seu negócio ou produto. Tá, mas e se eu não tenho um produto e sim um serviço? Se você não tem um produto e vende um serviço, deve se atentar ainda mais. Não se esqueça de que você é o seu principal cartão de visitas! E como eu sempre digo, é isso que faz o seu cliente escolher entre você e o seu concorrente.

Por este motivo, eu te explico aqui neste post, através de imagens, pesquisas e textos o poder e a influência que as cores têm, não só na maneira como as pessoas nos percebem, mas também que as cores podem provocar reações no nosso corpo e pele, principalmente quando colocadas próximas ao rosto, podendo deixar uma pessoa completamente descansada, com cara de abatida e com olheiras profundas.

Sem contar no fato de que nos ajuda a economizar uma bela quantia de dinheiro com maquiagem, cosméticos e aplicações, pois quando usamos as cores corretas para nós, elas atenuam sinais de expressão e ainda nos deixam com aquele “arzinho” de saudável e pele boa.

A influência das cores no poder de compra

Então vamos ao que interessa,

1 A primeira maneira de usar as cores a seu favor é chamada de Análise de Coloração Pessoal, é um serviço que deve ser feito de maneira presencial e por um profissional.

Neste serviço, nós analisamos, através de testes com tecidos, quais são as cores, os tons, a profundidade e uma série de outros fatores que harmonizam com a sua beleza natural e que te favorecem. Aí chegamos em um conjunto de cores e tons na medida certa para você, este conjunto é chamado de Cartela de Cores. Quando usamos nossas cores e tons, temos os efeitos “mágicos” que te contei anteriormente.

Como comentei, este serviço precisa ser feito de maneira presencial, pois o consultor precisa olhar a reação dos tecidos em sua pele. Já adianto aqui que é bem difícil que você saiba qual é a sua cartela através de testes online, questionários ou por foto, não caia nestas propostas pois normalmente elas não funcionam, a menos que sejam gratuitos e você queira fazer por curiosidade, ok? Para saber mais informações e agendar este serviço presencial, acesse este link.

DICA: Na hora de contratar o serviço na sua cidade, pesquise e busque boas referências do profissional antes de fazê-lo. Qual é a escola dele e quais são os métodos que ele utiliza são ótimas perguntas para mostrar que você está buscando um trabalho sério e de confiança.

2 A segunda maneira de usar as cores a seu favor, é chama de Psicologia das Cores, que são estudos que apontam como o nosso cérebro interpreta e reage de acordo com os estímulos das cores que recebe, ele não tem relação com a Análise Cromática e a cartela de cores e é para alguém que não quer ficar atrelado a uma cartela específica e sim causar efeitos e passar mensagens sem maiores preocupações de como ficará sua pele, imperfeições e sinais de expressão.

Por outro lado, caso você já tenha a sua e saiba quais são as cores que te favorecem, pode escolher as cores certas dentro da sua cartela pessoal para se comunicar com as pessoas, seu público, clientes, e demais pessoas com quem você quer se envolver, ser escutado, ser respeitado. Desta maneira criamos mensagens específicas e trazemos sensações como: confiança, credibilidade, tranquilidade, solidez, criatividade, inovação, etc.

Uma cor quente por exemplo, dá mais estímulos ao nosso cérebro, aumentando a pressão sanguínea, a respiração, as batidas do coração e por consequência o pulso.

Já uma cor fria, traz maior sensação de calma e bem estar, normalmente acalmando nossa mente e por consequência o nosso corpo.

Agora sim você tem alguns bons motivos para gostar deste assunto e pode dizer que aprendeu duas maneiras de usar as cores a seu favor. Escolha uma ou as duas e comece a praticar, faça testes, observe os efeitos e me conte tudo depois. Quem já fez e quiser contar, pode comentar aqui também.

Lembrando pontos importantes deste post:

  • A cor é o maior elemento de impacto visual e a primeira coisa que alguém nota na nossa imagem;
  • Nossa imagem também está ligada ao nosso produto/serviço não esqueça de pensar na sua;
  • A cor correta nos faz poupar tempo (quando já sabemos o que fica melhor para nós, não precisamos ficar trocando tanto de roupa até encontrar aquela que nos favorece);
  • Poupar dinheiro (de nada adianta aplicações, cremes e maquiagem, quando estamos com a cor errada, um tem que trabalhar em conjunto com o outro. Lembre-se disso);
  • As cores provocam reações que podem ser positivas ou negativas para quem as vê;

Se você quer saber mais sobre os efeitos e sensações das cores, te convido a fazer o download do meu e-book gratuito, O Poder das Cores, é um material muito rico onde você encontrará informações sobre cada uma das cores mais usadas do nosso dia-a-dia, além de aprender como combiná-las de maneira harmônica. Acesse aqui para fazer o download ou mande um e-mail solicitando o material.

Tendo estas informações, você já consegue escolher de maneira mais assertiva e consciente sobre as roupas e cores que vai usar, de acordo com as ocasiões do seu dia pessoal e profissional.

Espero que tenham gostado!

Deixe aqui o seu comentário e compartilhe este post com aqueles que achar que irão gostar do tema, compartilhar conhecimento faz bem!

Um beijo e até a próxima,

Marcela

INTRODUÇÃO – 01

Todos os dias somos bombardeados com milhares de informações. Nosso cérebro nunca lidou com tantos estímulos, pesquisadores estimam que 11 milhões de bits de informação são processados por ele a cada instante.

Synapse no cérebro

Esses estímulos podem ser internos, que é o caso dos nossos pensamentos, movimentos ou chegam até nós através dos nossos sentidos: tato, olfato, paladar, audição e principalmente visão.

Já reparou como chegamos ao final do dia muitas vezes com disposição física, porém mentalmente cansados? Como em determinado momento do dia não conseguimos olhar mais para o celular ou nem mesmo ligar a TV? Só precisamos de um minuto de paz!

Isso acontece pois estamos vivendo a era da informação e esta informação é principalmente visual, Daí a importância de você pensar no SEU VISUAL. A TV perde espaço para o celular, que nos oferece praticamente tudo ali, inclusive programas de TV. Além das redes sociais, dos aplicativos de mensagem, de conteúdo que recebemos por vídeos, fotos, e muito mais. É muita informação, socorro!

bombardeio de informações

Porém toda essa quantidade de estímulos que chegam até nós através do nosso sentido mais trabalhado, não é capaz de ser processada em sua totalidade. Por este motivo, nosso cérebro inconscientemente utiliza processos para filtrar informações que são relevante, importantes ou que se encaixam dentro daquilo que nos agrada: nosso gosto, vivência, experiências anteriores, etc. Preenchendo estes requisitos, ele então envia uma mensagem de que precisamos prestar a atenção, caso contrário, não será relevante e passa despercebido.

Compreendendo isso, você entende o que acontece quando se dá conta de que faz todos os dias o mesmo caminho e nunca havia reparado em algo que estava ali há tanto tempo mas, que hoje você reparou! Isso aconteceu porque até então aquilo não era relevante para você, mas agora, por inúmeros motivos, passou a ser!

Quer fazer outro teste? Que tal brincar de fusca e kombi? Ainda vai pensar, nossa, nunca mais vi um fusca ou uma kombi circulando por aí. Proponha-se esta brincadeira e vai se surpreender como os fuscas e as kombis irão aparecer! Ou crie uma ainda menos óbvia e você verá como o seu cérebro vai passar a prestar muito mais atenção naquilo que você estabeleceu como seu novo filtro.

Pensando que tudo é imagem e que nós também somos imagem, você compreende a importância de planejar a sua, de pensar na construção de uma imagem assertiva que irá conectar com o seu público, ou seja, que será filtrada por ele de maneira rápida e eficaz.

Isso mesmo, além de tudo, ela precisa ser rápida, afinal de contas, existem muitas outras informações vindo junto com a sua e eficaz, pois se você não despertou a atenção do seu público em menos de 1 minuto, sinto muito, não irá mais despertar. Talvez você tenha uma segunda chance no futuro, talvez não.

São estas impressões e percepções que temos das pessoas e que as pessoas têm de nós que influenciam em todas as nossas relações pessoais e profissionais, na maneira como somos tratados, respeitados, valorizados, escutados, etc.

A proposta deste espaço é te oferecer ferramentas para que você busque sempre a sua melhor versão, independente do momento de vida em que se encontra e da sua profissão. O trabalho de construção de imagem é algo que você pode levar por toda a vida, é um caminho de auto conhecimento e transformação, e que eu te garanto que trará inúmeros benefícios positivos, tanto para sua vida pessoal quanto profissional.

Pense quais são as situações que você gostaria de mudar? Pense quais são as impressões que as pessoas têm de você, que não te agrada e que você quer transformar? E para as futuras primeiras impressões? Que mensagem você quer passar?

Agora que você já entendeu quanta coisa está em jogo, que você é o jogador principal e por este motivo, é quem precisa dar as cartas, definir o que comunicar, como comunicar e a hora que fará isso, chegou o momento de avançar para o segundo conteúdo. Preparado (a)? Então vamos lá!

E antes de encerrar, muito obrigada pela atenção.

Olá

Meu nome é Marcela, nasci em Florianópolis e cresci em Cuiabá, venho de uma família de artistas (por parte de mãe) e empreendedores (por parte de pai). E fazendo hoje uma reflexão sobre todas estas influências, percebi que foi exatamente isso que criei para a minha vida e escolhi para a minha carreira e o meu propósito.

Sou graduada em Relações Internacionais e com MBA em Marketing pela FGV, Marcela, sempre sonhei em ser diplomata mas fui desiludida ao saber que Diplomacia tinha muito mais de política do que todo o glamour que eu sempre imaginei que teria. Encontrei este glamour na moda, tenho cursos especializados pelas instituições – Fashion Institute of Technology, Belas Artes, Instituto Rio Moda, Jum Nakao, UDESC, entre outros, nas áreas de Consultoria de Imagem e Estilo, Coloração Pessoal, Fashion Styling, Produção de Figurino, Direção de Arte Fashion Eventos de Moda, Branding e tantos outros!

Atua há 8 anos como profissional construindo imagens, tendo iniciado ainda enquanto estudava em NYC e participei como assistente em comerciais, programas de TV e desfiles para importantes marcas como: Louis Vuitton, Salvatore Ferragamo, ELLE, Alexandre Herchcovitch, Diesel, Phillip Lim, etc.

No país, já assinei trabalhos para: Dudalina, Malwee, Colcci Fitness, Colcci Fun, Lez a Lez, Lunender, Bibi calçados, STZ, Gabriela, POSH, Winter Play, Shoppings Almeida Júnior, Bunge, Beto Carreiro, Sesi, Senai, Drogaria Catarinense, entre outros.
Entre outros trabalhos que adoro fazer, crio e assino produtos personalizados, além de uniformes e estilo da casa noturna POSH além de outras festas como WINTER PLAY.

Meu propósito é expandir e atingir o maior número de pessoas a pensar de forma consciente e assertiva na maneira como se vestem, não só aos interessados em moda. Desmistificar tabus e ajudar a todos a encontrarem o que há de mais precioso e que está dentro de cada um, A SUA MELHOR VERSÃO. Por isso o nome deste blog.
Espero que eu consiga te ajudar a fazer VOCÊ CHEGAR LÁ!

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora